Massacre no Jacarezinho: pai relata horror depois da polícia matar uma pessoa no quarto da sua filha

Desde junho de 2020, estão proibidas operações policiais em favelas do Rio exceto em casos excepcionais. Isso não impediu a Polícia Civil de aterrorizar os moradores da favela do Jacarezinho em um massacre que terminou com 25 mortos.

Massacre no Jacarezinho: pai relata horror depois da polícia matar uma pessoa no quarto da sua filha

Desde junho de 2020, estão proibidas operações policiais em favelas do Rio exceto em casos excepcionais. Isso não impediu a Polícia Civil de aterrorizar os moradores da favela do Jacarezinho em um massacre que terminou com 25 mortos. Essa é a operação policial com mais mortes da história do estado do Rio e se compara apenas às chacinas de Vigário Geral, com 23 mortos, em 1993, e da Baixada Fluminense, com 29 mortos, em 2005. A diferença: essas foram ações de grupos de extermínio, não operação legais executadas com “inteligência”, como defende a corporação.

URGENTE! O Intercept está na linha de frente na luta por justiça pelo brutal assassinato de Marielle Franco.

Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, é apontado como mandante desse atentado. Revelamos que Ronnie Lessa, ex-policial militar envolvido, delatou, mas a homologação pelo STJ enfrenta obstáculos devido ao foro privilegiado de Brazão.

Sua doação é crucial para impulsionar investigações e ações legais. A verdade não pode mais ser silenciada. Faça sua doação agora!

FAÇA PARTE

Faça Parte do Intercept