Glenn Greenwald fala sobre a condenação de Lula: "terremoto político do Brasil"

Glenn Greenwald fala ao Democracy Now sobre a condenação de Lula e a crise política do país.

SÃO PAULO, SP, 13.07.2017: LULA-SP - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou entrevista coletiva a jornalistas na sede do Partido dos Trabalhadores, em São Paulo, na manhã desta quinta (13) para falar, pela primeira vez, sobre a sua condenação a 9 anos e 6 meses de prisão pela Lava Jato. O juiz Sergio Moro, responsável pelo processo em primeira instância, sentenciou o presidente por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). (Foto: Diego Padgurschi /Folhapress)

No show político dos EUA, Democracy Now, nessa quinta (13), o editor co-fundador do The Intercept, Glenn Greenwald, discutiu extensivamente as implicações da condenação de Lula sobre acusações de corrupção e lavagem de dinheiro.

“É difícil colocar em palavras o que é um extraordinário terremoto político para o Brasil”, disse Greenwald. Ele descreveu a percepção de que o juiz Moro foi motivado por considerações políticas, os efeitos nas eleições presidenciais de 2018 e o papel-chave da austeridade e das finanças internacionais em toda a atual intriga política que impulsiona a crise política do Brasil.

Veja a entrevista completa com legendas em português acima.

Assista ao original em inglês aqui. Leia a condenação de Lula na íntegra.

*Este texto contém correção. Anteriormente, a palavra “convicção” foi incorretamente usada no lugar de “condenação”.

 

URGENTE! O Intercept está na linha de frente na luta por justiça pelo brutal assassinato de Marielle Franco.

Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, é apontado como mandante desse atentado. Revelamos que Ronnie Lessa, ex-policial militar envolvido, delatou, mas a homologação pelo STJ enfrenta obstáculos devido ao foro privilegiado de Brazão.

Sua doação é crucial para impulsionar investigações e ações legais. A verdade não pode mais ser silenciada. Faça sua doação agora!

FAÇA PARTE

Faça Parte do Intercept

Entre em contato