Naomi Klein

Naomi Klein cobrirá os choques da era Trump para The Intercept

É um grande prazer anunciar que Naomi Klein será a nova correspondente sênior do The Intercept.

Naomi Klein

É um grande prazer anunciar que Naomi Klein será a nova correspondente sênior do The Intercept.

Como uma das jornalistas e intelectuais mais importantes do mundo na cobertura do poder e de injustiças, Klein é perfeita para a tarefa de dissecar o momento político extraordinário iniciado com a eleição de Donald Trump. O capitalismo predatório prospera em tempos de crise, e a chegada de Trump ameaça afundar o mundo em uma série aparentemente interminável de desastres políticos, ambientais e humanitários. Não há ninguém melhor do que Naomi Klein para expor os objetivos ocultos de capitalistas do desastre e seus agentes no governo.

Autora dos aclamados bestsellers mundiais “Isso Muda Tudo,” “A Doutrina do Choque” e “Sem Logo”, Klein vai submeter os principais acontecimentos da era Trump a suas reportagens aprofundadas e análises perspicazes, transpondo o ruído e o caos dos noticiários para esclarecer as questões mais importantes que enfrentam os EUA e o mundo.

Em suas próprias palavras: “Vou cobrir o choque da vitória de Trump, a crise por ela criada e as diversas formas pelas quais isso vem sendo explorado visando o lucro às custas das pessoas e do planeta”.

Desde a publicação de “Isso Muda Tudo” e da produção do documentário que acompanha o livro, Klein ajudou a criar o Leap Manifesto (Manifesto do Avanço), um plano para a transição do uso de combustíveis fósseis para fontes de energia alternativas. Em novembro, a autora recebeu o prêmio Sydney Peace Prize.

Klein vai contribuir com artigos, assim como comentários em outros formatos, como a conversa com Jeremy Scahill, editor e fundador do The Intercept, durante a Marcha das Mulheres em Washington, e a participação no podcast Intercepted.

URGENTE! O Intercept está na linha de frente na luta por justiça pelo brutal assassinato de Marielle Franco.

Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, é apontado como mandante desse atentado. Revelamos que Ronnie Lessa, ex-policial militar envolvido, delatou, mas a homologação pelo STJ enfrenta obstáculos devido ao foro privilegiado de Brazão.

Sua doação é crucial para impulsionar investigações e ações legais. A verdade não pode mais ser silenciada. Faça sua doação agora!

FAÇA PARTE

Faça Parte do Intercept

Entre em contato

Conteúdo relacionado